NOTÍCIAS | Confira cinco razões para continuar na ativa após a aposentadoria

Confira cinco razões para continuar na ativa após a aposentadoria

Folha de Pagamento

Postado em 27-02-2009

A expectativa de vida do brasileiro aumentou e hoje uma questão a se pensar, desde a vida adulta, é: o que farei quando me aposentar?

O dilema é quase sempre deixado de lado e, não raro, as pessoas dizem: quando me aposentar, quero me mudar para o litoral e passar o dia em frente ao mar, sem fazer nada e longe das preocupações!

No entanto, de acordo com a professora do departamento de fisioterapia especializada em gerontologia da UFSCAR (Universidade Federal de São Carlos), Natalia Aquaroni Ricci, é importante se manter na ativa na terceira idade, independentemente de a atividade exercida ser remunerada ou não.

“Preencher o tempo disponível é essencial para a saúde física e mental das pessoas com mais idade”, afirma.

Em prol da lucidez
Ela explica que as pessoas que, antes da aposentadoria, tinham a necessidade de ler bastante, graças ao trabalho, podem sofrer com a perda da memória após a aposentadoria, caso deixem de exercitar a mente. Por sua vez, aquelas cujo emprego exigia esforço físico têm a saúde prejudicada, ao pararem totalmente.

“Para quem nunca trabalhou, mas sempre deu conta de inúmeras responsabilidades em casa, não tem problema. O importante mesmo é não ficar parado”, garante.

A realização de atividades em grupo pode ser uma boa pedida para aqueles que pararam de trabalhar. “É muito importante, principalmente no caso de idosos que moram sozinhos. E é interessante porque eles acabam conhecendo pessoas com a mesma idade e que passam por problemas semelhantes”, diz Natalia.

Outra dica é procurar realizar trabalhos voluntários, em ONGs, por exemplo.

Abaixo a depressão!
Era uma vez um executivo poderoso dentro de uma empresa, ativo, dedicado e bastante apegado aos negócios. Agora imagine o que poderia acontecer se alguém vier com a notícia de que chegou a hora de ele se aposentar?

É possível que ele se sinta feliz por um momento, e pense logo em uma viagem para fazer com a esposa. O que costuma acontecer em casos como esse, no entanto, é a pessoa simplesmente se recusar a parar de trabalhar. Mas ela tem de parar. É quando surge a depressão.

“Para evitar a depressão, as pessoas precisam fazer planos para a vida pós-aposentadoria desde a fase adulta. Um profissional que não tem nenhuma atividade de lazer e apenas se dedica ao trabalho é candidato a desenvolver a depressão quando tiver mais idade”, afirma a especialista.

Confira abaixo cinco bons motivos para continuar na ativa na vida adulta:

  • Manter a saúde física;
  • Manter a saúde mental;
  • Afastar a depressão;
  • Conhecer pessoas que passam por situações semelhantes;
  • Afastar a solidão.

 

Por: Karin Sato
27/02/09 – 11h59
InfoMoney

Comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *